quinta-feira, 2 de março de 2017

MINI TEORIA BTS: 7 Elementos do Bangtan


Nota: esta teoria complementa a teoria do Bora Cantar K-pop.



Prontas pra mais uma teoria, Armys? Dessa vez, uma bem pequeninha, só uma das várias associações que eu fiz (com Alice in Wonderland/Through the Looking Glass, por exemplo). Parei pra pensar (tá, na verdade eu estava no carro), e acho que cada um dos meninos está associado a um elemento, como eu tento aprofundar na minha fic. Então vou rapidamente explicar meu raciocínio, seguindo a ordem de morte com duas exceções: Jin será primeiro (levando em conta o coma) e Hoseok por último (porque o dele é complexo).



Jin – TERRA


Foto 1: HYYH Pt.1 (Agitação)
Foto 2: Wings 

Não só a terra que pisamos, mas toda a natureza, as árvores e principalmente as flores. Na teoria, os recorrentes lírios brancos representam a morte (mesmo que na série Bulletproof ela tenha ganhado outro significado). Em coma, Jin sente a morte deles através desse símbolo. Mesmo em coma, Jin sempre esteve presente, assim como a natureza que está sempre ao nosso redor, mesmo que não notemos.





Jimin – GELO



Foto 1: HYYH Pt.1 (Agitação)
Foto 2: HYYH Pt.1 (I Need U)
Foto 3: Wings 

Lerigooooooou!
Jimin morreu na água molhado, fora da banheira, de hipotermia. Ou seja, de frio. Se Jin é a natureza e as flores, sua presença é como a primavera: dias felizes, tranquilos e divertidos. Sua morte trouxe o inverno, o frio e a solidão para a vida de Jimin. Não estou sendo dramática, vocês sabem que Jimin sofreu muito pela partida do amigo, como é ressaltado em Spring Day (teoria aqui no blog, e veja também no BCK).





 Jungkook – AR


Foto 1: Wings
Foto 2: HYYH Pt.2

Pulando nosso amado Hoseok, temos Jungkook, que foi o primeiro a ganhar asas, o único que apareceu flutuando em Pi Ttam Nunmul, e por aí vai. É o que mais aparece em photoshoots com o céu no fundo, com penas, com objetos voadores, e o que mais tem relação com os corvos. O fato de ter sido o primeiro a ser salvo cria uma ligação entre Jungkook e o ar. A parte mais legal disso está no próximo parágrafo.







Suga – FOGO


Foto 1 e 2: HYYH Pt. 1 (I Need U)

Não é nenhuma novidade, é? Nosso amiguinho está sempre acompanhado do clássico conceito Bultaoreune. Isqueiros, incêndios, fogo por toda parte, isso a gente já sabe. Mas nada nessa vida é por acaso, e Big Hit é vida, então nada na Big Hit é por acaso. Para estar ativo, o fogo precisa de três coisas: calor, combustível e oxigênio. O combustível são as cachaça bebidas alcoólicas do Yoongi, que mesmo com a bebida, não consegue superar a falta do oxigênio, que o ar, que é o Jungkook. Sem ar, sem fogo. Sem Jungkook, sem Yoongi. Uma ótima metáfora para o suicídio do Suga.







V – ÁGUA


Foto 1: HYYH Pt.1 (Agitação)
Foto 2: Run (Jap. ver.)

Lá vem o utt! (E bias, já que não consigo escolher o segundo favorito).
V não foi o único que morreu na água, mas também não tem nenhuma relação com outro elemento (ao contrário de Jin e Jimin). E a relação do Tae com o H2O não fica só na morte. A água é o líquido mais puro, do qual precisamos, ao contrário das bebidas alcoólicas que levavam o pai a fazer coisas terríveis. Ao contrário dele, depois de cometer seu crime, Taehyung foi para a água em busca de purificação e redenção (no sentido figurado, porque na verdade ele só queria se juntar aos outros).






Rap Monster – ELETRICIDADE



Foto 1: Fire
Foto 2: Comercial Puma Bog Sock (Issue 4 Rap Monster)

Ninguém sabe confirmar como foi a morte do Namjoon, mais eu acredito fielmente que foi na cadeira elétrica, porque essa não seria a única evidência da ligação entre Moni e os elétrons. Em vários MVs, photoshoots e até no comercial da Puma (embora o tema seja “o momento mais brilhante”, nenhum dos outros meninos usou eletricidade), podemos notar Namjoon junto a lâmpadas. Namjoon também tem uma relação peculiar com a sombra, o que se opõe a esse conceito, mas essa relação luz e sombra deve ser explorada.







J-Hope – SONHO


Foto 1: HYYH Pt. 1 (Agitação)
Foto 2: HYYH Pt.1 (Devaneio
)

Nosso Hopi é um caso bem complexo. Não parece estar associado a nenhum elemento específico. Se fosse um elemento físico, eu diria o sol e a luz, ou o Éther, um suposto elemento da natureza que é o meio de propagação da luz. Mas ambos os conceitos se encaixam mais no Rap Monster, então eu diria que Hopi nos traz um elemento “abstrato”, ou um conjunto deles: J-Hope por si só é a esperança e a alegria, e seu personagem é a inocência, a pureza e a imprudência, apresentando sua relação com os remédios contra a narcolepsia. O que se explora, mais que os remédios, é o sono, a verdadeira natureza do Hopi que o remédio tenta inibir. Vendo por esse ângulo, Hoseok tem tudo a ver com o sono e o sonho, com a mente, com os sentimentos. A própria doença é psicológica, forçando ainda mais o elemento psíquico e emocional. Ou seja, o Hoseok seria um elemento abstrato, interno e complexo.

Na minha última aula de Psicologia, estudei Jung, que criou a psicologia analítica dos dois polos distintos. Onde foi que eu já ouvi isso? Ah, sim. Nos shorts de Wings, mais especificamente em Demian. Hermann Hesse foi inspirado por Jung, então eu conheci a inspiração da inspiração do BTS. Vou fazer uma postagem separada falando tudo o que consegui desenvolver com isso, principalmente no que diz respeito a esse suposto poder do Hoseok.


E é isso. Não é nada demais, essa teoria, apenas algo para ficarmos ligadinhos.